terça-feira, 17 de novembro de 2009

TENTANDO ENTENDER O QUE NÃO DÁ PARA SER ENTENDIDO.

Ah, precisava vir aqui desabafar....se não o fizesse, a minha enxaqueca me faria companhia durante um bom tempo.
Hesitei em escrever aqui, porque agora, que o meu blog está sendo lido por alguns conhecidos, fiquei com receio de alguém ler e não gostar, mas precisava escrever para que a minha tristeza fosse embora .
Bom, semana passada fui numa festa de anviversário de uma "amiga" da minha filha.
Chegando lá, fiquei meio perdida, porque não conhecia quase ninguém, mas tudo bem, afinal de contas, não queria que a dona da casa, ficasse colada comigo, e também minha filha estava feliz, por estar indo a festa da amiga.
Só para simplicar, minha filha tem 10 anos, e a amiga estava fazendo 12 anos.
Ela é filha de uma amiga minha.
Nas férias de julhos/agosto(por causa da gripe suina), ela veio brincar aqui com minha filha, muitas vezes.
Eu a recebia muito bem, fazia o lanchinho, ligava o videogame, enfim, ficava a disposição dela e da minha filha.
Mas achava estranho, quando a minha filha encontrava ela no msn, e quando minha filha chamava ela para teclar, ela dizia que estava ocupada teclando com outras amigas da escola...(até aí, tudo bem)
apesar, que eu sempre ensinei a minha filha, a nunca desfazer de nenhuma amiga, tratar todas igualmente.
Bom, voltando ao assunto da festa....
Essa amiga, estava com 4 amigas da escola, e nem deu muito bola para a minha filha, se ela trocou 4 palavras com a minha filha, foi muito.
A festava rolava, chegava mais amigos da aniversariante, ela chamava para ficar lá fora com ela e com as amigas, e a minha filha, triste do meu lado.
foi quando resolvi ir embora, fui me despedir da minha amiga, e comecei a chorar na cozinha.
Falei que chorava por outro motivo, não falei que estava chorando porque doía demais ver alguém que a minha filha gostava muito a desprezar.
Enxuguei as lagrimas, outra conhecida, veio, e pediu para outra menina chamar a minha filha para conversar.
Minha filha foi, ainda timida......mas ainda sendo ignorada pela aniversariante.
Fiquei mais um pouco, mais por insistência do meu filho Felipe, que queria esperar pelos doces da bexiga...
aos poucos, fui me distraindo....mas aquela dor no peito, continuou, e não aliviou nem mesmo quando vim embora.
Passei 3 dias tentando entender o que não dá para ser entendido.....
e a preocupação, gerou uma enxaqueca terrível.
Gente, acho que não tem dor maior do que ser desprezada....agora, imagina ver outra pessoa fazer isso com o seu filho?
Não é o fim do mundo, vou me recuperar....
só que agora não sei como devo agir quanto a essa amiga da minha filha, caso ela ligue para cá, querendo vir brincar com a minha de novo.
Já falei em outros posts, que errei sempre, querendo acertar....
Não gostava de ver minha filha como tapa buraco, aquela amiga que só chamam quando todas as outras, estão ocupadas, e assim afastei as amigas interesseiras daqui.
O que foi um grande erro segundo a psicopedagoga.
Ensino tantas coisas para os meus filhos, sobre educação, sobre amizade.....e vejo, que para muitos, esses valores não são tao importantes assim.
Ufa! aliviou!

8 comentários:

Rachel disse...

É Fabiana, mãe sempre erra tentando acertar...mas se não fosse assim como nossas crianças aprenderiam.
Acho que você não estava de todo errada ao afastar as "amigas", acho que se a amizade fosse verdadeira elas não teriam se afastado de qualquer forma.
Quanto à da festa, deixe seu coração dizer o que fazer caso ela ligue, e se ligar, talvez seja oportuno que vocês conversem a respeito, falando da importância da atenção, companheirismo e carinho de uma verdadeira amiga, tudo muito sutilmente, é claro! Bjuss!!!

Patricia Mascarenhas disse...

Fabiana, o que eu faco com os meus filho (principalmente o mais velho de 6 anos) e' que ensino a ele a se valorizar, a gostar de quem gosta dele, a que se tem um amiguinho que nao quer brincar com ele naquele momento, tem outros amigos que querem. E se nao tiver nenhum, tem a mamae, o papai e os irmaos que sempre querem brincar com ele. Mas o que vc nao deve fazer e' definir quem serao ou nao as amigas. Se a sua filha sofreu um pouco e mesmo assim quer continuar sendo amiga da menina, vc explica o que e' uma verdadeira amizade para as duas e deixe que elas tomem suas proprias decisoes.
A crianca tem que sentir que pode fazer suas escolhas (dentro do que lhes e' permitido) para que se sintam seguras e saber que sao capazes. Senao, vao ser sempre inseguras porque a mamae tomava as decisoes por eles.
No seu lugar na festa, eu teria brincado com os meus filhos, dancado com eles, comido varios docinhos e dado muitas risadas. Ela poderia ter percebido que amiga nao lhe deu atencao, mas o mais importante e' ter certeza de que sempre sera amada e sempre vai ter alguem com quem brincar!
Nao deixe que uma possivel tristeza ou solidao ai no seu coracaozinho influencie na forma com que seus filhos veem o mundo!
Beijinhos e tudo de bom!

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

É compreensível de sua parte. A mãe sempre vai proteger suas crias por instinto e amor. E dói muito em uma mãe amorosa ver seus filhos sofrerem.

Mas o mais importante você fez, que é ensinar aos seus filhos os verdadeiros valores da vida. É o que vai norteá-los quando crescerem, que vai direcionar a uma evolução interior maior.

Triste é a outra menina que se porta desta maneira, desde pequena fazendo diferenças, tratando outrem com desprezo, diferença.
Sua filha talvez tenha sentido um pouco chateada, magoada. Infelizmente ela vai aprendendo que no mundo não há somente rosas, há muitos espinhos.

Boa sorte na educação de seus filhos e continue a dar-lhes bons valores.

Fabiana disse...

Rachel, Patricia e Alexandre *
obrigada por virem aqui, escutar o meu desabafo.
Estava muito triste mesmo.
Geralmente,não me deixo abater por pouca coisa, mas quando os filhos entram no meio, não tem como não ficar assim.
Sempre achei que o meu jeito perfeccionista, me fazia ficar cega e achar que eu sempre estava certa,
mas lendo os comentários, vi que não estou errada, mas erro sim, pois sou humana, mas sempre tentando acertar.
obrigada de coração.
bjs

Pam Salzgeber disse...

Pelos comentários a cima não tenho muito o que falar, eles ja disseram o que penso.

Fa, vc é uma maezona, e seus filhos devem sentir orgulho de ter uma mãe tão especial.

É dificl ver nossos filhos sofrerem, e é muito bom que desabafe mesmo, alivia.

Encontrei seu cantinho do desabafo e vou ficar por aqui tbm.

E faça sempre o que seu coração mandar.Pode ter certeza, que mesmo se errar, vc tentou acertar.

Beijocas

Fabiana disse...

Pam * Obrigada!
Eu sou assim, mais emoção do que razão, sou chorona, e quando guardo as coisas para mim, sofro muito mais.
Precisei desabafar, e isso me ajudou muito, mas me ajudou ainda mais, receber o apoio de vocês.
Queria muito que uma pessoa de fora, pudesse ler e avaliar melhor o acontecido, para ver se eu estava errada ou não.
obrigada
bjs

Bah disse...

Eu não sou mãe, não tenho como avaliar esse amor incondicional o qual todos falam qdo têm. Mas acredito que deve ser uma dor imensa mesmo. Mães e pais sofrem tanto quanto os filhos e só descobrimos isso depois. Fico imaginando o quantos meus pais sofreram por uma coisa que pra mim na época não deve ter feito diferença. As crianças aprendem com o tempo. Os pais não têm como evitar a dor, não podemos ficar no lugar dos nossos filhos. Criamos eles para a vida. Com certeza, tudo que eu já passei na vida, muitas coisas minhas mãe certamente daria a vida para eu não ter passado, mas isso faz parte do aprendizado. Apesar de sabermos isso na teoria, viver é colocar isso na prática.

Kisu!

Drika disse...

Olá! ainda não sou mãe, mas só de ler o que vc escreveu senti uma angustia só de imaginar isso acontecendo com quem a gente ama um filho!!!.
Mas eu aprendi que devemos fazer o que o nosso coração manda portando não se recrimine em ter feito a coisa certa ou errada pois o que pode ter sido errado hoje (nesse caso) amanhã pode ter sido o maior acerto de sua vida.
Parabéns pelo seu blog já visitei 2 e estou te seguindo
bjsss drika

http://jardimdadrika.blogspot.com