sexta-feira, 8 de abril de 2011

REVISTA JAPONESA * MORE

A primeira vez que fui para o Japão em 1991, foi uma grande mudança na minha vida.
Imagina, deixar escola, amigos,emprego e até namorado.
Na época, tinha 14 anos, pois é, eu já trabalhava com essa idade, num escritório como Auxiliar de cobrança.
Estava prestes a completar 15 anos, e fui morar num alojamento com meus pais e minhas irmãs,
e não tinham tantos brasileiros no Japão.
Mas esse é assunto para outro post.
Queria falar que esse meu jeito emotiva e manteiga derretida, vem desde essa epoca.......
Me lembro  bem da emoção que senti quando vi   os primeiros brasileiros num super mercado....fiquei tão feliz, que a vontade que me deu na época, era de abraçar eles, mesmo correndo o risco deles me acharem uma louca.
Hoje em dia, isso mudou....porque o número de brasileiros aumentaram, surgiram mercados e caminhões vendendo produtos brasileiros , sem falar na Globo Internacional.
Naquela epoca, tudo isso era inimaginavel.
Bom, mas o que tem haver tudo isso que postei com as revistas?
Tudo!
Pois quando vi a Ana Paula Arósio na capa da revista, quase chorei de emoção.....
e comprei todas as revistas com ela na capa.
Naquela epoca para mim, ter um pouquinho do Brasil no Japão, era um grande presente.



6 comentários:

Ellen - Cupcakes Fun disse...

Ai Fabi eu imagino como você deve ter se sentido :(
Eu tbm sou uma manteiga derretida, e não me imaginaria longe do Brasil,assim sem quase nada pra matar as saudades!!
Você foi muito corajosa!! :)

Beijinhos

Tudo muito gostoso disse...

Eu gosto muito do japão. Ao ler sua reportagem me emocionei.

LyyBombom disse...

Lindas modelos..
eh complicado alguns passagens da nossa vida.. mas acho q elas são necessárias..!


www.makeupdebombom.blogspot.com

bjinhos....

Silmara PF disse...

Muito obrigada pelo carinho.
Tenha um excelente final de semana abençoado por Deus.
Bjs.

casaefogao.blogspot.com
fundoseatelie.blogspot.com

Kawaii Biscuit disse...

Oi Fabiana!

Vim conhecer este outro blog que ainda não tinha visitado.
Quando começou essa onda dos dekasseguis, eu sempre imaginava como seria viver no meio de tantos japoneses. Porque como participávamos de concursos de karaokes, quase todos os finais de semana ficávamos viajando e sempre no meio da colônia, todo mundo de olhos puxadinhos e falando nihongo.
Eu sempre pensava, isso aqui tá parecendo o Japão e me dava uma agônia porque não entendia quase nada do que as pessoas falavam.

Agora tudo mudou mesmo e a maioria se comunica pela internet.

Venho te visitar por aqui também,

bjs, Rosa.

orvalho do ceu disse...

Olá, querida
Já morei fora do Brasil também e sei bem como a saudade arrebenta o coração...
Bjs de paz e ótimo fim de semana.